Reunião de Câmara – 19/01/2015

(2013/2017)

No seguimento do que tem sido feito, disponibiliza-se a ata da Reunião de Câmara Municipal, realizada em 19 de Janeiro de 2015. Esta é uma forma de todos os vilaverdenses poderem acompanhar os assuntos discutidos em sede de reunião de executivo e o posicionamento perante os mesmos dos diversos vereadores.

ATA RC – 19/01/2015

Reunião de Câmara – 05/01/2015

(2013/2017)

No seguimento do que tem sido feito, disponibiliza-se a ata da Reunião de Câmara Municipal, realizada em 05 de Janeiro de 2015. Esta é uma forma de todos os vilaverdenses poderem acompanhar os assuntos discutidos em sede de reunião de executivo e o posicionamento perante os mesmos dos diversos vereadores.

ATA RC – 05/01/2015

FALAR VERDADE AOS VILAVERDENSES.

proviver

ULTÍMA HORA:

PS denuncia ao MP e pede «investigação aprofundada» ao empréstimo de 2 milhões de euros da PROVIVER no Crédito Agrícola de Vila Verde

O líder do PS de Vila Verde Luís Filipe Silva entregou, esta manhã, no Ministério Público, «uma exposição e um pedido de investigação aprofundada ao que se passou, e continua a passar, na gestão da empresa municipal PROVIVER, nomeadamente à sua contabilidade, contas e à contratação de empréstimos bancários (com a CCAM-Vila Verde) por parte da referida empresa municipal que se encontra em processo de liquidação há quase dois anos». A mesma exposição e as mesmas solicitações foram, também, endereçadas para o Tribunal de Contas e para a Inspeção Geral de Finanças. A denúncia socialista visa directamente para a vereadora Júlia Fernandes, «que foi também Presidente do Conselho de Administração da PROVIVER e é Presidente do Conselho Fiscal da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Vila Verde e Terras de Bouro».

No início da manhã, no decurso da entrega da exposição junto do Ministério Público, no Tribunal de Vila Verde, o também vereador socialista, Luís Filipe Silva, deu conta de que «os Socialistas de Vila Verde defendem os interesses do concelho e dos Vilaverdenses, ao contrário dos novos euromilionários da política, daqueles que sempre foram empregados políticos, que vivem à boleia dos Vilaverdenses, colocando os seus interesses pessoais à frente dos colectivos».

José Manuel Fernandes, ex-Presidente da Câmara de Vila Verde, é apontado pelos socialistas como «o “pai” da PROVIVER», empresa criada em 2006. «A decisão do agora eurodeputado Eng.º José Manuel Fernandes e a gestão protagonizada pelo Dr. Manuel Barros transformaram-se num desastre colossal para os orçamentos da Câmara Municipal», assinala Luís Filipe Silva, em declarações ao jornal “O Vilaverdense”. «Foram milhões que se gastaram para fazer exatamente o que a Câmara Municipal sempre fez. O fracasso ficou comprovado quando, em 14 de dezembro de 2012, devido aos constantes resultados negativos e a completa dependência dos orçamentos da autarquia, o executivo camarário decidiu encerrar a PROVIVER e iniciar o seu processo de liquidação», vinca.

Para o vereador do Partido Socialista, Luís Filipe Silva, «existem muitas dúvidas por esclarecer neste processo da PROVIVER, mas a dúvida maior reside, agora, no facto de, após a deliberação de encerramento e liquidação em sede de executivo camarário e Assembleia Municipal, se ter contratado um empréstimo de mais de 2 milhões de euros na Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Vila Verde e Terras de Bouro. Em dezembro de 2012, decide-se colocar a empresa em processo de liquidação e em 31 janeiro de 2013 é feito um contrato de milhões com a Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Vila verde e Terras de Bouro!».

E surgem as questões: Quem assinou contrato de empréstimo? Foi o Dr. Manuel Barros? Quem foi? Não se sabia já que a empresa estava encerrada e em liquidação!? Como pode ter sido subscrito um contrato financeiro se a empresa estava encerrada!? Com tinha poderes para tal!?».
Considerando «muito graves» os factos narrados, Luís Filipe Silva lança o repto: «É a este tipo de assuntos, a estes problemas criados pela sua gestão, que o Eng.º José Manuel Fernandes devia, publicamente, dar atenção e explicações. Mas, em vez disso, prefere insultar e catalogar os Vilaverdenses pela sua opção partidária, tal como fez no passado dia 20 de dezembro, por altura do encerramento oficial do Centenário dos Bombeiros Voluntários de Vila Verde a propósito da edição de um livro comemorativo, altura em que insultou e ofendeu todos os Socialistas de Vila Verde».

Luís Filipe Silva conclui dizendo que «uma vez que neste tipo de processo tudo tem que ser clarificado, tudo tem que ser questionado sem rodeios, e tudo tem que ser cabalmente respondido, o Vereador Luís Filipe Silva quer, também, saber qual é, ou qual foi, o papel da Vereadora Júlia Fernandes neste tipo de operações bancárias, já que é Presidente do Conselho Fiscal da referida Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Vila Verde e Terras de Bouro, é Vereadora e exerceu funções de Presidente do Conselho de Administração da PROVIVER».

in OVilaverdense

O Vilaverdense – 27/12/2014

ovi

Jornal de Notícias – 28/12/2014

Eng. José Manuel Fernandes / Dr. António Vilela – Compromissos.

Em 08 de Julho de 1999 foi assinado pelo anterior Presidente de Câmara, Eng. José Manuel Fernandes, a declaração que publicamos na integra. Hoje, o actual Presidente de Câmara, Dr. António Vilela, diz ao Jornal de Notícias que “o documento não tem validade”.

1545012_918643408148136_5159427867561189095_n

2

Reunião de Câmara – 18/12/2014

(2013/2017)

No seguimento do que tem sido feito, disponibiliza-se a ata da Reunião de Câmara Municipal, realizada em 18 de Dezembro de 2014. Esta é uma forma de todos os vilaverdenses poderem acompanhar os assuntos discutidos em sede de reunião de executivo e o posicionamento perante os mesmos dos diversos vereadores.

ATA RC – 18/12/2014